• Andrey Marcon

Prazos para inspeção de vasos de pressão, tubulações e tanques de armazenamento


Além de estabelecer os requisitos para a instalação, operação e manutenção destes equipamentos, a NR-13 também determina os prazos para as suas inspeções periódicas.

Existem ainda critérios para a realização de inspeções extraordinárias. Confira a seguir:

  • Inspeção periódica de vasos de pressão Deve ser constituída por exames externo e interno, obedecendo aos seguintes prazos:

Exame externo Categoria I - 1 ano Categoria II - 2 anos Categoria III - 3 anos Categoria IV - 4 anos Categoria V - 5 anos

Exame interno Categoria I - 3 anos Categoria II - 4 anos Categoria III - 6 anos Categoria IV - 8 anos Categoria V - 10 anos

  • Inspeção extraordinária de vasos de pressão Deve ser realizada por profissional habilitado: Sempre que o vaso de pressão for danificado por acidente ou outra ocorrência que comprometa sua integridade; Quando o vaso de pressão for submetido a reparo ou alterações importantes, capazes de alterar sua condição de segurança; Antes do vaso de pressão ser recolocado em funcionamento, quando permanecer inativo por mais de 12 meses; Quando houver alteração do local de instalação do vaso de pressão, exceto para vasos móveis.

  • Inspeção periódica de tubulações O prazo para a inspeção de tubulações é equivalente ao prazo de inspeção interna da caldeira ou vaso de pressão mais críticos na qual a tubulação é interligada. Este prazo pode ser ampliado pelo programa de inspeção elaborado por um profissional habilitado, desde que não ultrapasse o intervalo máximo de 10 anos.

  • Inspeção extraordinária de tubulações Deve ser realizada por profissional habilitado: Sempre que a tubulação for danificada por acidente ou outra ocorrência que comprometa a segurança dos trabalhadores; Quando a tubulação for submetida a reparo provisório ou alterações significativas, capazes de alterar sua capacidade de contenção de fluído; Antes da tubulação ser recolocada em funcionamento, quando permanecer inativa por mais de 24 meses.

  • Inspeção periódica de tanques de armazenamento Os intervalos de inspeção devem atender aos prazos estabelecidos no programa de inspeção instituído pelo empregador. Estes prazos não podem exceder aos limites estabelecidos na norma ABNT NBR 17505-2, que especifica os requisitos para o armazenamento de líquidos inflamáveis.

  • Inspeção extraordinária de tanques de armazenamento Deve ser realizada por profissional habilitado: Sempre que o tanque for danificado por acidente ou outra ocorrência que comprometa a segurança dos trabalhadores; Quando o tanque for submetido a reparo provisório ou alterações significativas, capazes de alterar sua capacidade de contenção de fluído; Antes de o tanque ser recolocado em funcionamento, quando permanecer inativo por mais de 24 meses; Quando houver alteração do local de instalação.


Para isso, conte com profissionais altamente qualificados, com anos de experiência em fornecer soluções práticas e rápidas para a regulamentação da sua empresa!

Clique aqui e conheça melhor nossos serviços de inspeção.

17 visualizações