• Andrey Marcon

Projeto, Implementação e Manutenção de Linhas de Vida



Chamamos de linhas de vida, sistemas de proteção contra quedas para trabalhos em altura acima de 2 metros do solo ou da superfície abaixo do trabalhador.

A fim de garantir total segurança do trabalhador, todos os processos do desenvolvimento da linha de vida precisam ser cautelosamente desempenhados.

Conheça mais sobre cada fase do desenvolvimento destes equipamentos:


  • Projeto O desenvolvimento de linhas de vida começa pelo projeto, onde são analisados diversos fatores que devem ser levados em consideração. O conhecimento detalhado sobre as tarefas que serão desempenhadas no local de trabalho e as condições do ambiente é indispensável para que o projeto contemple todas as necessidades específicas da obra. O número de pessoas que farão o uso da linha de vida ao mesmo tempo, a qualificação dos colaboradores, os acessos e os perigos iminentes também determinam outros fatores técnicos. Para isso, é necessário que profissionais qualificados e legalmente licenciados realizem cálculos precisos e especifiquem os materiais que atendam aos critérios de segurança das NRs. Estes projetos ainda devem prever o conforto dos trabalhadores durante a sua utilização. O acesso deve ser facilitado para os pontos de ancoragem, com o objetivo de evitar quedas ou diminuir a altura de queda livre o quanto possível.

  • Implementação Com projeto e fabricação concluídos, e as análises indicando que o equipamento segue todas as especificações das normas vigentes, ele pode então ser implementado na obra. A instalação das linhas de vida, contudo, exige complexo conhecimento técnico, pois uma pequena falha poderá causar a morte de um trabalhador. O profissional responsável pela instalação também precisa estar atento durante todo o procedimento de montagem, pois este processo também oferece riscos. Por isso, as fabricantes devem entregar o equipamento com manual de montagem e a instalação não pode ser realizada sem a presença de profissionais capacitados, nos casos em que a implementação não é realizada pela equipe da empresa especializada.

  • Manutenção As Normas Regulamentadoras também estipulam que as linhas de vidas devem ser inspecionadas periodicamente para a realização das manutenções necessárias. Nestas inspeções devem ser verificados os componentes do equipamento para identificar possíveis desgastes e deformações que possam comprometer o uso seguro da linha de vida. Cabos de aço, equipamentos soldados, esticadores, vigas, pilares de suporte e demais elementos que compõem a linha de vida são exemplos de componentes que passam pela inspeção. Por meio de análises dimensionais e visuais, são emitidos laudos técnicos extremamente detalhados, indicando os pontos que exigem correção ou, até mesmo, pontos que necessitam de maior atenção em inspeções futuras.

A Tríade desenvolve, fabrica e instala sistemas de proteção contra quedas para as mais variadas aplicações e personalizadas de acordo com as necessidades da sua empresa. Você pode contar, ainda, com uma equipe técnica engajada em tornar o trabalho em altura mais fácil e seguro!

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo